Alguma vez você já parou para pensar se a sua imagem está coerente com as metas que deseja atingir? Muito mais importante do que se imagina, a imagem é parte estratégica da sua marca pessoal

Você veste o que você pensa?A grande maioria das pessoas inicia a avaliação da imagem de alguém a partir da sua própria definição do que é feio e bonito. Só que isso é muito subjetivo, já que o conceito que é belo ou feio é muito, muito individual. Sendo assim, é bem inteligente enxergar o que é importante de verdade e escolher o que vestir pensando em se valorizar e valorizar o SEU trabalho e as suas metas pessoais.

Para traçar as metas da sua marca pessoal {sim!!! Eu, você e cada profissional é uma marca. Afinal, é você quem representa o profissional que é, não é?} pode partir do seguinte princípio: estratégia pessoal, estratégia alinhada aos clientes que você atende; estratégias alinhas aos interesses da empresa onde você atua. As empresas costumam chamar isso de dress code ou código de vestir.

Um bom ponto de partida para criar o seu próprio estilo de trabalho é ter como direção o conforto pessoal: roupa que permite sentar e levantar sem que precise se ajeitar o tempo todo; roupa que não restringe movimentos, como os curtos ou justos demais; roupa que permita dobrar os braços pra segurar pastas, buscar coisas no alto sem mostrar a barriga e abaixar sem mostrar os seios; salto que permita andar sem parecer uma “pata”.

Para quem exerce uma profissão, pense que trabalhar é uma das coisas que a gente mais faz da vida, certo? Ou pelo menos é a atividade para a qual dedicamos a maior parte do nosso tempo. Então, pense o quanto a sua roupa de trabalho é fundamentalmente estratégica {ou deveria ser}. E ai a adequação vai depender da profissão e da função que você exerce. Por exemplo: uma advogada trabalhando de tênis e calça rasgada talvez não passe muita credibilidade com essa imagem. Já, uma publicitária que atua no departamento de criação de uma agência talvez não passe uma imagem coerente se estiver trajando uma roupa muito formal. Saca?

Outra coisa que sempre deve ser levada em consideração no ambiente de trabalho é o conforto do seu colega ou seu cliente. Ninguém é obrigado a ficar ouvindo oito horas seguidas o tri lim trim trim das suas pulseiras chacoalhando, né? E o toc toc toc dos sapatos para lá e pra cá? E o perfumeeeeeee que anuncia a sua chegada lá da esquina??? E a maquiagem de “balada” às 8 da manhã? Pensar no perfil do seu cliente pode ser uma boa estratégia para se vestir. Não que você tenha que se vestir para o outro, mas certamente isso ajudará a criar uma empatia e fechar um negócio, por exemplo, poderá ser mais fácil se não tiver nada que o incomode.

O lado da empresa

O contratante tem expectativa em relação a como cada funcionário vai representar a empresa. Vale estudar a visão, os valores e a missão do lugar onde você trabalha. Se pintar dúvida de como esperam que você se vista não hesite em perguntar ao seu superior. Mas se quiser fazer essa análise sozinha, vale essa reflexão: o que a empresa vende? Pra quem? A sua aparência pessoal está coerente com a imagem que a empresa quer projetar? Tem uma direção geral a ser seguida de acordo com os valores da empresa: conservadora, moderna, sustentável? Se você vai atuar com venda de serviço, o principal veículo de comunicação passa a ser você mesma. Então, vale alinhar expectativas tendo em mente o que a empresa quer da sua aparência e então encontrar como esses valores podem aparecer no guarda-roupa profissional. Lembrando que a se a empresa adotou um uniforme é “cumpra-se”. Nesse caso não tem discussão. Afinal, certamente você sabia disso quando aceitou a proposta de trabalho. Certo?

Consultoria de Imagem

Se você deseja criar uma imagem coerente com os seus objetivos, a consultoria de imagem pode te auxilar. Esse serviço também atende as necessidades de empresas que queiram alinhar a imagem dos colaboradores às suas estratégias. Quer saber mais? Manda e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e agende uma reunião!

 

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook