Controle a TPP, sua aprovação depende também do seu estado emocional

Ser aprovado num concurso público, vestibular, Exame da OAB, ou numa simples prova, depende tanto dos estudos como do estado emocional do candidato.

É comum que o período que antecede a prova seja marcado por tensão, medo e ansiedade. Não raro ouvimos frase do tipo: “Quanto mais estudo menos sei!”, “Deu branco!”, “Só lembrei a resposta depois que entreguei a prova!”, “Meu coração está disparado”, “Parece que tenho borboletas no estômago”, “Estou tremendo”, e por aí vai...

A Organização Mundial da Saúde estima em dez milhões o número de brasileiros que possuem algum transtorno de ansiedade. Ao lado da depressão, a ansiedade vem sendo considerada o mal do século (Fonte: www.tvuol.com.br).

A ansiedade exagerada com as provas pode assumir o status de transtorno, de fobia. Neste caso, a ajuda de um profissional é de suma importância. Um psicólogo irá identificar e compreender seus medos e aflições. Ele “pode analisar o quanto você mesmo se boicota, ou seja, inconscientemente não deseja passar nesta prova. Ou pode ir direto ao assunto e lhe treinar para estar mais à vontade na hora da prova e não deixar que o nervosismo influencie.” (cf. Marisa de Abreu Alves - Psicóloga- CRP 06/2949). Além disso, em alguns casos, pode haver a necessidade de medicação, o que será melhor avaliado por um médico psiquiatra. O importante é reconhecer que precisa de ajuda e buscá-la, deixando de lado tabus e preconceitos!

Mas, se essa ansiedade que antecede as provas for de leve a moderada, você mesmo poderá ser capaz de enfrentá-la e controlá-la. Assim, elencamos 10 dicas que podem te ajudar a controlar a “TPP – Tensão Pré-Prova”:

  1. Tudo começa pela autoconfiança. Acredite em você! Não foi por acaso que você chegou aonde chegou! Você já é um vencedor!

  2. Estude, dedique-se ao seu objetivo: a aprovação. Está mais do que comprovado que ir para uma prova sem preparo só aumenta o nervosismo e a derrota é praticamente certa.

  3. Entenda o que significa fazer uma prova. Não a transforme num bicho de sete cabeças. Basicamente será exigido apenas que você dê respostas e solucione problemas e, se você seguiu a dica anterior, não há o que temer. 

  4. em termos de estudos, de compreensão e domínio da matéria. Então não há motivo para achar que o resultado será o mesmo!
  5. Mantenha contato com as pessoas, faça atividades de lazer e pratique algum esporte, além de ser bom para o corpo é bom para a mente, relaxa.

  6. Cuide da sua alimentação. Evite bebidas energéticas, como refrigerantes a base de cola e café, pois elas interferem no Sistema Nervoso e podem aumentar a ansiedade. E, principalmente na véspera da prova, consuma alimentos leves, de fácil digestão. 

  7. Verifique o local da prova, os horários e o trajeto até lá com antecedência, para evitar imprevistos. 
  8. Na véspera da prova, deixe todo o material que vai utilizar preparado, seus documentos, canetas (leve mais de uma), água (mantenha-se hidratado sempre!) e algo para comer (uma barra de cereal ou um chocolate).

  9. Chegue ao local da prova com, no mínimo, uma hora de antecedência. Chegar em cima da hora só aumenta a tensão.
  10. Controle o seu corpo, domine a sua respiração. Basta inspirar pelo nariz e expirar pela boca lentamente, umas três vezes. Esse exercício simples ajuda a normalizar a respiração e a diminuir a ansiedade.

É isso caro leitor. Respire fundo, dedique-se, mantenha a calma, o sucesso virá!

 

 


Advogada, mestre em Direito pela UNIMEP, pós-graduanda pela Faculdade Damásio de Jesus, palestrante do Departamento de Cultura e Eventos da OAB/SP, professora e membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do Curso de Direito da FAIT e franqueada Damásio Educacional.
Fanpage: www.facebook.com/profa.RenataDomingues.

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook