Taciana Marques Castellar

Letras Modernas

Taciana Marques Castellar

Graduada em Letras Anglo-Portuguesa e respectivas literaturas, pela Universidade Estadual de Londrina (2010), com mobilidade acadêmica na Universidade de Liverpool, Inglaterra. Especialista Psicopedagogia Clínica e Institucional, pela Universidade Estadual de Londrina (2012). Mestre em Educação, pela Universidade Estadual de Maringá (2014). Atualmente dedica-se ao Ensino Regular na cidade de Itapeva -SP.  

Contato: E-mail: castellartaciana@gmail.com  |  Instagram: dicasdoportuga  |  Facebook: Dicas de um Portuga

Caros,

Acompanhei as repercussões dos alunos e demais estudantes do Enem 2017, sendo que um fato me chamou atenção: grande parte dos candidatos ficaram assustados com o tema proposto “desafios para formação educacional de surdos no Brasil”. Assim, quais foram as possíveis razões? Tenho duas hipóteses:

1ª Necessidade de ampliação do repertório sócio-cultural em escala macro, ou seja, comunidades, escolas, família, mídias, legislativo foram convidados a repensar suas crenças e ações. O interessante e pertinente tema de redação do Enem 2017 convidou todos para reflexões.

2ª Aparente carência de debate quanto à eficácia das medidas e políticas públicas. Contudo, infelizmente, muitas realidades apontam que o processo de inclusão é problemático: há muito desrespeito, exclusão, retrocesso, desconhecimento e burocracia.

Vocês concordam comigo? Há outras hipóteses? Quais foram as propostas de intervenções que vocês ouviram de pessoas que prestaram o exame? Tive informações legais sobre as soluções. Algumas pessoas apontaram para a oportunidade de difusão de libras através das redes sociais e aplicativos.

Pois bem...pessoal, até mais!

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook