farmacia 949O que já estava sendo anunciado há alguns meses se concretizou, a Farmácia Popular fechou as portas em Itapeva por ordem do Ministério da Saúde, no último dia 31 de julho.

Com o fechamento da unidade itapevense quem mais perde é a população carente que encontrava remédios a preços acessíveis a pessoas de baixa renda.

Diante dessa situação o Conselho de Segurança de Itapeva – CONSEG, através de seu presidente Mauricio Machado Coelho encaminhou um ofício ao recém-criado Observatório Social de Itapeva verificando a possibilidade da entidade estar trabalhando junto ao Poder Executivo e Legislativo no intuito de criar um programa no âmbito municipal semelhante ao que existia.

No ofício o CONSEG diz que é possível continuar com o sistema de farmácia popular e que as despesas com o programa seriam insignificantes ao município diante do relevante serviço prestado e a necessidade da população que precisa dos remédios a custo mais acessíveis.

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook