jogos abertos 965Mesmo com três modalidades classificadas para os jogos, Itapeva decidiu por não ir às competições e atribui a culpa a falta de recursos e à Secretaria Estadual de Esportes por ter nomeado cinco cidades para serem sede

Os Jogos Abertos do Interior 2017 pela primeira vez não tiveram apenas uma cidade-sede.

Este ano a competição poliesportiva foi disputada a nível regional, em cinco municípios: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires.

O secretário estadual de Esportes, Paulo Gustavo Maiurino afirma que o novo modelo vai de encontro ao processo de modernização implantado pelo governo desde 2010 para os Jogos Regionais e Abertos, e complementou que pretende expandir o projeto-piloto para outros municípios nas próximas edições. As cinco cidades-sedes receberam cerca de 15 mil atletas e integrantes das delegações provenientes de mais de 200 cidades do interior paulista.

A Olimpíada Caipira, como é conhecido o evento promovido pelo Governo do Estado, aconteceu entre 15 e 25 de novembro.

A ausência de Itapeva nos Jogos Abertos

Segundo entrevista concedida a nossa redação, o chefe da Delegação de Itapeva Juliano Fernandes Cardoso (Fubá) esclareceu que “2017 foi o primeiro ano em que o Secretario Luciano Oller priorizou em trabalhar somente o esporte social, como exemplo as aulas de natação e hidroginásticas que estão com inscrições gratuitas na sede da SEMJEL. O esporte de auto rendimento ficou para um segundo plano, ou seja, só fomos para os Jogos Regionais (os quais dão acesso aos jogos abertos) com os “pratas da casa”. Em Itapeva tínhamos poucas modalidades disputando, e as que tínhamos todas foram disputar os jogos regionais, no entanto o esporte social é prioridade desse governo, e não fomos aos jogos abertos em grande quantidade devido a esse motivo, mas mesmo com essas poucas modalidades e com os “pratas da casa”, conseguimos três vagas para os Jogos Abertos, com o Judô Masculino (categoria individual), basquete masculino e karatê feminino. Em contrapartida, conseguimos também conquistar para o ano que vem o direito de sediar os JORI 2018, que serão em nosso município e devido a isso acabamos cancelando a participação nos jogos abertos, até porque os jogos abertos foram distribuídos em cinco cidades, então ficaria difícil competirmos com apenas três modalidades em cinco cidades, onde cada dia iríamos para uma cidade com uma modalidade diferente, motivo esse que para a Secretaria ficou inviável. Os próprios professores, consultados pelo Secretário, decidiram pela não participação, sendo essa a terceira vez que Itapeva fica de fora dos jogos abertos, ou seja, não é nenhuma novidade, mas dessa vez foi devido ao corte de gastos do município. Já para os Jogos Regionais do ano que vem (2018), com certeza iremos bem mais fortes. Tínhamos os recursos para viajar, porém devido a sede dos jogos ser em cinco cidades distintas, teríamos que alojar os atletas em cidades separadas o que avaliamos ser inviável, pois estaríamos gastando um dinheiro que não temos. Essa culpa deve ser atribuída à Secretaria Estadual de Esportes, por ter divido os jogos em cinco cidades”, avalia Juliano.

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook