Devagar...
Oito meses depois do início da atual gestão, o Conselho Municipal de Cultura permanece desativado. Essa é mais uma prova de que, infelizmente, a unificação de Secretarias continua afetando todos os setores, especialmente o da Cultura, do Esporte e da Ação Social. Já não dá mais para culpar a crise pela inoperância da máquina administrativa.

Quase parando
Na área da Cultura, por exemplo, a maioria dos eventos que vem registrando bom público acontece por iniciativa de produtores culturais desvinculados da Administração, como aqueles promovidos por Deny Loureiro, Rosa Chueri e pela brilhante Lira Itapevense. Até quando? O esportista reclama muito quando tem algo, quando nada tem se omite. Isso talvez tenha dado ao Cavani a oportunidade de mudança para nada.

Fogo amigo
A desativação do conselho cultural pegou tão mal que levou o vereador Márcio Supervisor (PSDB) a cobrar providências do secretário da Educação e Cultura, Andrei Müzel. “O Conselho Municipal de Cultura de Itapeva, criado pela lei municipal 2.308/2005, no presente momento encontra-se desativado. Considerando a importância das atividades de tal, quer este vereador ter informações a respeito dos trâmites necessários para a reativação do conselho e também a previsão de quando o conselho estará em atividade”. O recado está dado. Com certeza o vereador foi procurado por representantes da cultura que estão insatisfeitos com os rumos da secretaria. O investimento deve ser distribuído e não direcionado a um campo só.

Até quando?
Infelizmente, um decreto publicado no dia 10 de agosto ratificou a diminuição da estrutura administrativa municipal, mantendo-a da forma que está, ou seja, com apenas dez secretarias. Quando é que os atuais “gestores” vão perceber que o tempo está passando e que não dá mais para esperar até janeiro para repensar a estratégia de trabalho? Isso me fez lembrar o início do governo Comeron, quando os aspones estavam mais interessados em cuidar de seus próprios interesses a cuidar da cidade. A diferença é que, agora, o poço de paciência da população secou.

Economia?

O prefeito alega que com menos secretários será gerada uma grande economia para os cofres públicos. Sou obrigado a discordar já que onde não existe alguém comandando a ociosidade é total. A economia maior foi de trabalho já que não existem opções de lazer para a população que deveriam ser gerados pelas secretarias. Itapeva parece um cemitério aos finais de semana.

Bornal
Não dá para negar que o brilho do governador Geraldo Alckmin foi menor se comparado com as visitas anteriores. Mais cansado, o governador parecia pressentir que o evento, desta vez, seria menos disputado já que não havia absolutamente nada de concreto para o sudoeste paulista. Nada de duplicação da SP-258, nenhuma casa popular a mais, nenhum projeto inovador para o esporte ou a área social, nada! De resto, anunciou a construção de um CRAS conseguido na gestão anterior, a conclusão (?) do projeto para a duplicação (?) do perímetro urbano da SP-258, em Itapeva, e a entrega de duas viaturas policiais.

Pauta

Na agenda do governador nem havia a oportunidade de falarmos sobre a duplicação da SP-258. Felizmente através de um oficio encaminhado por esse colunista que está ao lado dos que representam o pedido de duplicação o assunto foi lembrado.

Pauta II

O deputado federal Goulart se colocou à disposição para trabalhar ao lado dos articuladores e também do governador para ver conclusa essa obra que não tem fim. Agradecemos ao mesmo pela citação deste colunista em sua fala em razão da Duplicação Já e também por sua contribuição para o crescimento de Itapeva e região.

Pauta III

Dr. Ulysses se mostrou totalmente solidário e lembrou o abaixo assinado que entregou em 2015 com mais de 10 mil assinaturas reivindicando a duplicação. O governador parece que ignora nossos pedidos. Vale a pena destacar que as conquistas do deputado na área da Saúde são as mais importantes de nossa história. Não podemos deixar de citar que demos so deputado uma procuração pública quando o elegemos ao cargo de deputado e também que o governador ignorou o pedido de nosso representante. Uma afronta.

Pauta IV

O prefeito Cavani agindo como engenheiro e ordenador de despesas sugeriu que a obra seja feita em trechos até o termino o que não seria ruim se realmente começasse.

Pauta V

O governador querendo avalizar o que Cavani disse oficializou que fará primeiro os entornos de municípios onde acontecem os maiores acidentes. Ele só esqueceu de citar que o único entorno que falta é o de Itapeva que segundo consta é sede da Região Administrativa. Uma afirmação no mínimo bisonha.

Conclusão

Caso caia dinheiro do céu a duplicação só deverá acontecer em 2020. Caímos no conto do contrato que nunca será cumprido se depender da CCR e do governo do Estado. O governador passou por aqui e nada fez ou deixou que de alento as esperanças de nossa gente.

Palhaçada

Um agente político insatisfeito com seu afastamento das luzes do poder colocou um aspone para ofender o Luciano Filé Diretor da 16ª Região Administrativa. Se o rapaz assumiu o cargo é porque os demais nomes não agradavam o governador e sua equipe de frente, diga-se Samuel Moreira. É isso que dá apoiar candidatos de outros partidos que não sejam do PSDB.

Ficou devendo
O certo é que após 22 anos à frente do governo paulista, Geraldo Alckmin está devendo muito à região. Prefeitos de várias cidades fizeram festa para que o governador pudesse prometer novos investimentos sem sequer ter cumprido compromissos assumidos em visitas anteriores, como a ampliação do campus da Unesp e a restauração da Casa de Cultura "Cícero Marques”. Dos R$ 7,6 milhões liberados para 63 municípios, a região administrativa ficou com apenas R$ 300 mil, que serão destinados para Ribeirão Branco (150 mil) e Barra do Chapéu (150 mil). Precisa dizer mais? Um bando de puxa-sacos que só querem aparecer na foto daquele que sonha em ser o presidente do Brasil.

Presença
Quem esteve no evento foi o ex-prefeito Roberto Comeron, cuja presença foi saudada pelo governador. Mas não se sabe se ele esteve como ex-prefeito ou se foi convocado a estar presente como funcionário da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, lotado no parque ecológico de Capão Bonito. O salário é bom e deve se manter em evidencia no mínimo quando o chefe passa, principalmente por estar lotado em Capão Bonito e trabalhar na rádio de Buri. Como dizia um velho político, “O poder é uma delícia”.

Pau que bate em Chico
A respeito do início de vaia ouvida durante o discurso do governador, não se sabe se ela foi mesmo endereçada a Alckmin ou ao pequeno grupo de sindicalistas que acompanhava o evento, que, ao que tudo indica, seria o responsável pelo gesto mal educado. Pelo sim ou pelo não, é certo dizer que qualquer autoridade eleita pelo voto deve ser respeitada, independente de quem quer que seja ou do partido.

Memória
Como vai o programa
“Além da Renda”, que foi lançado pelo governo estadual em 2013 com o objetivo de auxiliar economicamente as cidades com o Índice de Desenvolvimento Humano?

Agora vai
A entrega das 1.043 moradias do Residencial Morada do Bosque deve acontecer no mês de novembro. A informação foi confirmada pelo prefeito Luiz Cavani ao governador, que deverá voltar a Itapeva para a solenidade de inauguração. Esperamos que como este já deverá estar em campanha maciça para ser o presidente do Brasil nos beneficie com algo de maior impacto do que duas viaturas. Itapeva merece respeito e continuaremos cobrando.

Desafio
De volta à rotina da Câmara, o irritado Tião do Taxi (PR) subiu à Tribuna para reclamar que pessoas maldosas agiram de má-fé ao desvirtuar o sentido de seu projeto de acabar com a isenção da passagem aos aposentados e pensionistas.
“Apresentei uma emenda que limita em 40 passes mensais, eu acho que é suficiente para quem vai usar o ônibus. São lamentáveis os comentários que a gente vê nas redes sociais, os quais as pessoas nem sequer esperam a posição dos vereadores e publicam coisas irreais. Eu tenho bastante reclamação da zona rural do mau uso público do ônibus e excesso de uso da passagem gratuita”. Apenas duas considerações: o vereador só voltou atrás depois que soube que tomaria pau no Plenário da Casa. E segundo: se realmente ele tem em mãos essas denúncias, então que as apresente para conhecimento de todos. Fica aqui o desafio.

Concorrente
O leitor já imaginou como será quando a Uber chegar em Itapeva? O projeto idealizado (?) pelo vereador só beneficia os taxis e acaba com o trabalho de proprietários de vans em sua grande maioria. Fez a bobagem agora aguente as consequências.

Mudança
Alexsander Franson foi escalado para suceder o vereador Jé na presidência do PMDB local. A mudança foi definida semana passada no escritório político do deputado Baleia Rossi, em São Paulo, e não causa nenhuma surpresa, já que há tempos Jé vem dando sinais de que está de malas prontas para o PP, partido do deputado federal Guilherme Mussi. Nos bastidores, a proximidade entre Jé e Mussi incomodava antigos caciques do PMDB. Para a maioria, Jé sempre foi mais PP que PMDB.

O que vem por aí
E essa mudança não deve ser vista apenas como um arranjo local. Com a cabeça em 2018, Jé pretende se lançar a projetos mais ousados, como ser candidato a deputado estadual pelo PP em uma dobrada com o deputado Mussi. O desembarque já tem data: março do ano quando encerra o prazo para troca partidária sem o risco
de ser cassado pela Justiça.

Será?
Mais uma pergunta que fica: quantos vereadores irão acompanhar o Jé? O PP poderá se tornar o maior partido na Casa de Leis para o ano vindouro. Será?

Contra, a favor
Em seu primeiro discurso depois de ser anunciado como futuro presidente do partido, Franson refirmou a disposição de ser oposição na Casa, mas...
“O PMDB é um partido de oposição aqui na Casa, não de oposição burra, mas inteligente. Subimos aqui nesta Tribuna para criticar, dar nossas opiniões, mas também subimos aqui para elogiar, reconhecer o trabalho e votar a favor quando houver necessidade”. A guerra de bastidores entre Franson contra Jé e Junior Fontes foi muito além do esperado e o jovem, vereador saiu-se vitorioso.

$$$$$$$

Descaradamente contra todos na rede social e bancado por alguns ligados ao meio político. Observe que alguns nomes mesmo sendo inoperantes em suas funções nunca são criticados. Estão pagando em dia?  Quero ver a hora que o tal fake postar na rede os prints de seus informantes. Ai será a hora da onça beber água.

 

 

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook