estrada apae 945Segundo Marco André, para resolver de vez o problema de acesso a entidade em dias de chuvas seria preciso pavimentar toda a extensão da estrada até a Vila São Camilo

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de Itapeva está localizada na Vila Maringá.

O prédio que abriga a entidade é amplo e dá todo o suporte necessário para o desenvolvimento das aulas e para chegar ao local é preciso passar por um pequeno trecho de terra, porém, em dias de chuvas a dificuldade para passar por esse trecho é imensa devido ao estado em que o local fica.

São vários relatos de pais de alunos e professores que dizem ser praticamente impossível passar pelo trecho nos dias de chuva e pedem uma ação da Prefeitura.

Nossa equipe esteve no local e viu que a prefeitura fez obra paliativas no local para evitar maiores problemas. Em entrevista, o secretário de Desenvolvimento Urbano de Itapeva, Marco André D’Oliveira falou sobre os planos do Poder Público para o local. Confira:

IN- Quais as ações que a Prefeitura vem tomando para melhorar a situação da estrada da APAE?

Marco- A Prefeitura vem fazendo manutenção no local e vai continuar fazendo, mas é uma manutenção que você vai lá, cascalha, faz movimentação de terra, mas ela sofre com o processo de chuvas e cria erosões por conta da velocidade e quantidade de água que vem lá de cima da Vila São Camilo. O terreno lá não é muito bom por isso cria muito processo de erosão e temos um projeto para lá que é completo, onde você entra por ali, passa pela Vila Boava e sai na Vila São Camilo.

IN- E qual é o valor desse projeto?

Marco- É um projeto que custa aproximadamente R$ 2 milhões, não é um recurso que você consegue de uma hora para outra.

IN- Existe alguma obra prevista apenas para o trecho que liga a entidade a Avenida de Mesquita Filho?

Marco-  Existe a possibilidade e estamos estudando isso de fazer um serviço de acesso a APAE, as pessoas pedem pavimentação com lajota, mas o grande problema continuaria sendo controlar a drenagem das águas que descem por essa estrada que vem da Vila Boava, porque se não controlarmos isso ela vai causar erosão com ou sem pavimentação, a gente espera encontrar uma solução, a melhor solução é ter o recurso e fazer toda a estrada, a solução mais possível agora é a gente conseguir estabelecer um controle da drenagem das águas pluviais, que desce da Vila Boava e fazer senão uma pavimentação asfáltica uma perenização como a gente faz nas estradas do “Melhor Caminho” para que a APAE possa não sofrer mais com essas intempéries.

IN- E o que o senhor tem a dizer aos pais, alunos e professores da APAE?

Marco- É um compromisso meu, do governo Luiz Cavani, que a gente resolva ainda esse ano esse acesso a APAE, esperamos conseguir encontrar uma solução e a solução definitiva ela vem realmente quando a gente tiver condições de fazer esse anel que circundará toda aquela região saindo lá na São Camilo e aí sim seria definitiva.

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook