revolucionario 32 967No início desta semana nossa equipe de reportagem foi acionada por algumas pessoas que preferiram não se identificar, mas denunciaram o perigo eminente que as pessoas que passam pelo Jardim Beija-Flor estão correndo.

De acordo com a informação recebida, indivíduos estão atacando algumas mulheres que passam pelas imediações da Avenida Revolucionários de 32. A denunciante informou ainda que próximo ao local existe uma casa abandonada na qual alguns indivíduos estão usando como abrigo e acredita que quem está atacando as mulheres use o local como esconderijo.

A moradora disse que no sábado (02) sua filha de 16 anos foi atacada por volta das 22h30 no momento em que voltava embora para casa e que comunicou a polícia sobre o fato, porém o suspeito não foi encontrado, já a jovem conseguiu escapar do indivíduo sem que algo de mal acontecesse. A moradora disse ainda que outras pessoas já relataram ter sido atacadas por alguém próximo ao local em que sua filha foi atacada e que na esquina existe ainda um terreno aberto com mato alto que também pode servir de esconderijo e que seu medo é que nos próximos dias algo semelhante venha a se repetir devido ao horário estendido especial de Natal.

Entramos em contato com o Capitão PM Vilmar Duarte Maciel, comandante da 1ª CIA/PM responsável pelo policiamento em Itapeva informando sobre a reclamação da cidadã. No mesmo dia o comandante enviou uma equipe da Polícia Militar para averiguar a situação do local e constatou o abandono da residência, na casa os policiais encontraram um usuário de drogas dormindo e solicitaram que o mesmo procurasse a família para ter abrigo.

De acordo com o Capitão Maciel a Polícia está oficiando a Prefeitura para que se localize o proprietário do imóvel para que seja realizada a lacração do local.

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook